Quinta-feira, 15 de Novembro de 2007

|7| a efemeridade do fogo e as nossas necessidades

O fogo, tão destrutivo, com o qual é impossível estabelecer uma relação intrínseca, consegue mesmo assim ser muito belo. De facto afeiçoamo-nos a ele com simplicidade, numa, mais uma, relação de amor e de ódio muito humana, o período que vivemos é disso prova… os momentos que se seguem são irrepetíveis, de equilíbrio…

 

  

  

  

 

publicado por carlos palmeiro às 08:52
| comentar
9 comentários:
De p.maria a 15 de Novembro de 2007 às 14:24
e um fogo que arde e se consegue ver...
De carlos palmeiro a 15 de Novembro de 2007 às 15:45
... olá... este vê-se eheheh... :)
De Cristina a 15 de Novembro de 2007 às 15:27
Apresentas fotos muito ricas! Parabéns pelo blog!
De carlos palmeiro a 15 de Novembro de 2007 às 15:47
... olá, boa tarde... obrigado...
De Aspirante a Arquitecta a 16 de Novembro de 2007 às 03:49
Equilíbrio? Tem a certeza dessas palavras?
De carlos palmeiro a 16 de Novembro de 2007 às 09:09
… olá, bom dia… quando afirmo que são momentos de equilíbrio, refiro-me já às imagens, e não ao momento para que as próprias imagens remetem – o fogo em actividade, esse sim a antítese do equilíbrio –, parece-me que agora não passam, quanto a mim, de momentos “suspensos” que encontraram equilíbrio enquanto imagem, unicamente nessa condição. Quando escrevi a introdução pensei em referir-me às imagens de outra forma, menos abstracta linguisticamente, se calhar teria sido mais aceitável…? Questionas-te a minha consideração, gostaria, sem ser pretensioso, que fizesses a tua… gostaria de conhecê-la. Reparei no teu recente blogue (recente como o meu) que estás ligada ao mundo da arquitectura, ou aspiras aceder a esse mundo, mundo por onde já passei, passo e passarei, sou um arquitecto frustradíssimo :), que anda agora pelo mundo do turismo… mesmo assim tenho o prazer de fazer muito coisa em arquitectura (mesmo que de forma desqualificada, embora ache que arquitectura, como a fotografia, devem libertar-se de regras e cânones, até de técnicas…) … obrigado… Carlos…
De Remus a 18 de Novembro de 2007 às 18:32
Esta sequência de fotografias do fogo é simplesmente fascinante. As cores, o nível de detalhe é fenomenal.
Adorei!
Parabéns.
De carlos palmeiro a 18 de Novembro de 2007 às 22:44
... olá mais uma vez, volto a agradecer o comentário... feito por alguém que também faz muito boa fotografia é realmente agradável... obrigado... carlos
De ordem detectives privados a 29 de Novembro de 2011 às 01:54
boa noite + thx!! gostei re-ler essa entrada está rico. considero me visitante frequente do blogue abraços

Comentar post3

Sobre o nome deste blogue: Fotografia e realidade em curso, verdades paralelas, que se relacionam, mas fisicamente impossíveis de fundir, daí o paralelismo... paralelismo também pelo facto de o nosso planeta, complexo politicamente, ser composto por imensos estados "preenchidos" por pessoas com culturas diferentes, mas sempre com algum paralelismo...

Sobre mim: Carlos Palmeiro, 30 anos... fotografia? só como amador, e como amador procuro com este blogue estabelecer um local onde possa dar asas à minha imaginação fotográfica, onde possa reflectir e explanar o que penso sobre o mundo das imagens, dos momentos, dos instantes... e deambular, por que não, sobre as viagens que vou fazendo... as temáticas da natureza, do património, da viagem, da etnografia, do fotojornalismo e do abstracto são as que mais me fascinam. Defendo sobretudo que a fotografia, para além de equipamento e de técnica, deve ser analisada sobretudo como elemento indissociável do que é arte, como tal, a sua crítica deve percorrer a amplitude que só a análise do que é elemento artístico potencia... em relação às viajens tenho a ambição de muitos, conhecer o mundo e visitar todos os seus estados reconhecidos... está demorada a concretização deste objectivo, mas ainda não é tarde... volta sempre, e sempre que possas deixa os teus comentários, as críticas e as sugestões aqui no blogue ou através de carlospalmeiro@sapo.pt...

sítio da semana

Photos Morocco um site de fotografia sobre Marrocos da autoria de João Leitão

outros olhares... fotografias do mês

arquivo

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

postes recentes

|52| linhares da beira

|51| serra da estrela

|50| O céu sob os nossos ...

|49| linhares da beira, a...

|48| castelo, linhares da...

|47| stop

|46| pipe

|45| rampa colorida

|44| perspectiva

|43| betão

|42| a gravidade vence se...

|41| uma flor... sei lá o...

|40| o remate e o fim...

|39| erosão...

|38| espuma...

|37| à beira do rio...

|36| à beira...

|35| rosto conhecido... p...

|34| pôr-do-sol mais comp...

|33| mar de prata...

|32| gaivotas

|31| o mesmo pombo...

|30| mais um pôr-do-sol.....

|29| de manhã, na praia.....

|28| regresso ao fim da t...

|27| céu... nuvens... par...

|26| céu... nuvens...

|25| parece de papel

|24| um pormenor, tate mo...

|23| 1 hora de reflexos

|22| espuma de mar

|21| paris... torre, rua ...

|20| tejo e almorol

|19| pato

|18| "turbulência marítim...

|17| lagarto ao melhor es...

|16| pessoas em barcelona

|15| para os lados do oci...

|14| fases... junto ao ma...

|13| só de passagem... pr...

tags

todas as tags

número de visitantes únicos

free stats

online
Creative Commons License

Photography Blogs - BlogCatalog Blog Directory

RSS